Guia dos Solteiros

Medidas simples para evitar desperdício e gastos com água na sua casa

Solteiro construtor: você sabe cuidar da tubulação de água da sua casa? Dizem que, se feita corretamente, raramente precisará de manutenção corretiva. Porém, é indicado que hajam manutenções preventivas, afim de evitar o pior caso.

Qual a diferença?

Medidas simples para evitar desperdício e gastos com água na sua casa

Manutenção preventiva

São exigidas por norma (por exemplo, NBR 5626/1998: Instalação predial de água fria; NBR 7198/1993: Projeto e execução de instalações prediais de água quente e NBR 8160/1999: Sistemas prediais para esgoto sanitário – Projeto e execução) e normalmente executadas pelas equipes de manutenção.

Manutenção corretiva

Deve-se sempre procurar serviço de um profissional ou empresa qualificada. É importante que a empresa ou o profissional escolhido sejam reconhecidos no mercado, adotem procedimentos condizentes com as normas técnicas de produtos, aplicações e também de saúde e segurança. É fundamental que o registro geral esteja fechado enquanto é aguardada a chegada deste profissional. Este procedimento poderá evitar maiores danos ao sistema hidráulico e até mesmo o consumo excessivo de água.


Testes para verificação de vazamentos

Medidas simples para evitar desperdício e gastos com água na sua casa

Hidrômetro

1. Confira o relógio de água (hidrômetro);
2. Deixe todos os registros internos da residência abertos (normalmente esses registros são instalados nas paredes de banheiros, áreas de serviço e, em alguns casos, na cozinha);
3. Feche bem todas as torneiras, desligue os aparelhos que usam água e não utilize os sanitários;
4. Anote o número que aparece ou marque a posição do ponteiro maior do hidrômetro;
5. Depois de uma hora, verifique se o número mudou ou o ponteiro se movimentou.
6. Se isso aconteceu, há algum vazamento na casa.

Tubos alimentados diretamente pela rede pública

1. Feche os registros. Abra uma torneira alimentada diretamente pela rede pública (pode ser a do tanque, se for o caso) e espere a água parar de sair;
2. Coloque imediatamente um copo cheio de água na boca da torneira;
3. Caso haja sucção da água do copo pela torneira, é sinal que existe vazamento no tubo alimentado diretamente pela rede.

Tubos alimentados pela caixa d’água

1. Feche todas as torneiras da casa alimentadas pela caixa d’água e não utilize os sanitários;
2. Feche bem a torneira de boia da caixa d’água e verifique, após uma hora, se ela baixou;
3. Em caso afirmativo, há vazamento na tubulação alimentada pela caixa d’água.

Caixa d’água

1. Feche o registro de saída do reservatório e a torneira da bóia. Marque no reservatório o nível da água e, após uma hora, verifique se ele baixou;
2. Se isso ocorreu, há vazamento nas paredes do reservatório ou nas tubulações de alimentação da caixa d’água ou na tubulação de limpeza.

Vaso sanitário

1. Jogue cinzas (de cigarro, por exemplo) no fundo do vaso sanitário;
2. Se ela ficar depositada no fundo do vaso, ele está livre de vazamentos;
3. Se houver movimentação, é sinal de vazamento na válvula ou na caixa de descarga.


Sim, eu sei: é chato. Mas te garanto, é necessário tomar cuidado com essas coisas. Um belo dia eu cheguei em casa e tinha água pingando do gesso do teto… não é uma sensação divertida. Embora agora a história pareça… hehe.

Medidas simples para evitar desperdício e gastos com água na sua casa

Fonte das dicas: Engenharia e Arquitetura.

Adicionar comentário