Guia dos Solteiros

Segurança: 10 dicas para escolher um sistema de alarme para sua casa

Veja em que você deve prestar atenção para tornar sua casa realmente segura e poder ficar tranquilo(a).

Segurança: 10 dicas para escolher um sistema de alarme para sua casa

Quem mora sozinho sabe que se sentir seguro em casa é fundamental para viver bem e sem estresse. Infelizmente, com a atual situação do país, assaltos são coisas frequentes em nosso cotidiano, fazendo com que as pessoas sejam obrigadas a investir cada vez mais em sistemas de segurança, como alarmes e câmeras. Para ajudar na escolha do sistema certo, aqui estão 10 passos que podem ajudar com que você faça a escolha certa:

1. Defina o montante que pode gastar na instalação de um alarme em sua casa, assim você pode pesquisar o que de melhor há nessa faixa de preço;

2. Defina as funcionalidades que pretende ter no alarme de casa: sensor de movimento? Sensor de temperatura? É importante se certificar do que você precisa;

3.
A empresa deve enviar um consultor técnico no local da instalação para fazer a análise de riscos da propriedade. É preciso verificar a vulnerabilidade do imóvel para posteriormente sugerir quais equipamentos de segurança são mais apropriados para aquele tipo de planta e localização geográfica. Nesta etapa, é indispensável a avaliação do imóvel por um profissional.

4.
Se tiver dúvidas nos passos anteriores dirija-se a uma empresa de alarmes e esclareça as suas dúvidas. É de extrema importância que você saiba exatamente o que está comprando, afinal, com segurança não se brinca;

Segurança: 10 dicas para escolher um sistema de alarme para sua casa

5. Faça uma pesquisa primária na internet para descobrir quais as empresas de alarmes que vendem serviços que correspondam às funcionalidades e montante que quer gastar no seu alarme. Mas além disso, converse com vizinhos e amigos que ja possuem, não há melhor feedback do que esse;

6. Antes de finalizar o contrato com a empresa, busque informações da mesma em sites como o Reclame Aqui e veja o motivo das reclamações, para que você tenha uma boa noção de quem é seu prestador de serviço;

7. Assista ao processo de montagem e faça todas as questões sobre o sistema de forma a ficar independente em caso de pequenas avarias. Evite dar informações sobre sua rotina e modo de vida aos instaladores, hoje em dia é bom se precaver de todas as formas;

8. Certifique-se que o sistema funciona conforme o desejado durante o período de garantia do alarme de sua casa. Leia atentamente o contrato de serviço para evitar surpresas posteriores;

9. Após a instalação, é necessário exigir que um representante da empresa treine os frequentadores do imóvel para a correta utilização dos equipamentos, visando o aproveitamento máximo de suas capacidades. Se você mora sozinho, mas recebe parentes, é ideal que eles também aprendam a usar o sistema;

10. É indispensável o teste periódico do funcionamento do sistema de segurança, seja semanal, quinzenal ou mensal. Mesmo que o equipamento possua monitoramento, é necessário que o usuário faça o teste manual periodicamente. Desta forma, é recomendado consultar a empresa sobre os prazos de atendimento técnico em caso de verificar algum problema no sistema.


E aí? o que achou das nossas dicas? Se quiser dar alguma sugestão, ou contar alguma história que você viveu envolvendo alarmes, os comentários estão abertos, compartilha com a gente!

Fonte: Alarme Segurança e Direta.

2 comentários