Guia dos Solteiros

Intercâmbio: qual o melhor estilo para você?

A maioria das pessoas se interessa ou já se interessou por fazer intercâmbio e conhecer o mundo afora. Acredite, não é um sonho tão difícil assim de ser realizado. Existem muitas agências especializadas nesse tipo de coisa, e cada uma oferece alguns tipos diferentes de viagem. Cabe a você escolher qual é o melhor tipo.


TRABALHO

Work Experience
É uma viagem normalmente feita por quem está na faculdade e quer ter uma experiência extra no currículo. Normalmente ocorrem em temporadas de uns 4 meses, e o mais comum é que sejam feitas no inverno do hemisfério norte. Mas não se engane: você não vai trabalhar na sua área. É para lavar pratos, fazer hambúrguer, ser garçon ou garçonete, caixa em lojas, ajudante em estação de ski… trabalhos que os americanos usualmente não querem pegar. Mas eu nunca vi ninguém reclamando do dinheiro: dizem que paga a sua viagem e ainda sobra um monte para passear pelo país, ir em festas e voltar pra casa com um notebook novinho.
Em algumas agências você mesmo pode escolher seu emprego, o que deixa a viagem mais barata, porém mais complicada. O ideal é que você vá sabendo pelo menos o básico da língua local, mas não se preocupe se não souber. Rapidinho você aprende.É importante também deixar seu curriculum pronto

Au Pair

Um dos intercâmbios mais baratos, somente para mulheres, normalmente com idade entre 18 e 26 anos, nível de inglês intermediário, ser solteira e sem filhos…

 Cuidar de crianças pode ser uma experiência inesquecível para algumas garotas. Você pode acabar se divertindo mais do que o esperado, ou se desesperando com alguns pestinhas e pais malucos. Mas não se preocupe: caso haja algum problema entre você e a família indicada, pode solicitar à agência que faça a mudança para outra casa. As famílias que contratam uma Au pair possuem de 1 a 4 filhos, com idades entre 3 meses e 12 anos. A rotina de trabalho é de até 45h/semana e inclui acompanhamento das atividades educacionais e recreativas das crianças, passeios, alimentação, higiene, levar e buscar na escola, colocar a criança para dormir, entre outras. Uma das vantagens de ser Au Pair é que você vai morar na casa da família, com o seu próprio quarto, no conforto de um lar já estruturado e com tudo do bom e do melhor. A parte ruim pode ser a falta de liberdade: vai ter que obedecer as regras da casa. Mas pode ser muito recompensador, já que você ganha uma bolsa de estudos e ainda ganhará uma grana bonita. O trabalho consiste em acompanhar as crianças nas atividades do dia-a-dia, como se fosse uma irmã mais velha.

Trabalho na área de atuação
Uma ótima opção para quem está com a cabeça no futuro é escolher um trabalho na sua área. Nada como aprender coisas novas, melhorar seu currículo e seu idioma ao mesmo tempo, conhecendo pessoas importantes para seu desenvolvimento profissional e criando uma rede de contatos no exterior e abrindo portas para oportunidades futuras em sua carreira. A maioria das vagas são para áreas como administração, marketing e hotelaria, mas as agências podem oferecer para outras áreas também. Basta entrar em contato com elas e explicar o que quer: tenho certeza que irão te ajudar a achar o melhor cargo para você na sua área.

ESTUDOS

Cursos de Idioma
Se você não quer trabalhar e quer ter mais tempo para conhecer as pessoas e a cultura do país que deseja ir, além de adicionar algo ao seu currículo, por que não fazer um curso e aprender um idioma novo? Inglês, espanhol, francês, russo, italiano, alemão, japonês, mandarim… qual te interessa mais? Qual será melhor para o seu desenvolvimento profissional?
A vantagem do curso de idiomas é que existem em grande quantidade, e você pode escolher o tempo de acordo com o seu calendário. Além disso tem curso pra quem não sabe nada da língua, pra gente que já consegue ter uma conversação, pro pessoal da 3a. idade, executivos, professores, e até mesmo intercâmbio em família. Cada agência oferece um monte de tipo de cursos de idioma diferentes, algum pode ser a sua cara.

High School
Fazer ensino médio no exterior pode ser muito bom. Além de aprender as matérias que você já iria aprender no seu país, irá conhecer muita gente, fazer amigos, participar de atividades diferentes, ganhar uma nova família, ficar fluente em outro idioma e conhecer novos lugares. Não parece ótimo? Sim, só que é uma experiência um pouco mais cara que as outras. Afinal, além da escola seus pais ainda vão ter que te bancar no exterior. E, dependendo do país, isso fica bem caro. Mas, se você nasceu em berço de ouro ou se o seu pai, que batalhou muito e agora está colhendo os louros, acha que vale a pena te bancar, vá em frente. Todo mundo que entra nesse programa diz que vale a pena. Só lembre-se de pesquisar muito bem antes de ir, e não deixe essa tarefa só para os seus pais. Afinal, quem vai ficar 1 ano fora é você.

Extensão Universitária
Uma ótima oportunidade de enriquecer seu currículo. A maioria das empresas valoriza bastante as experiências no exterior, principalmente se você fez um curso na área e procurou se melhorar durante o tempo em que ficou fora, não apenas caindo na farra o tempo todo. Para isso, você precisa de um conhecimento avançado do idioma, e certa grana. Em muitos países não é permitido trabalhar com o visto de estudante, então procure se informar direitinho antes de decidir por essa opção.


Lembrem-se que as regras para cada tipo de programa variam de agência para agência, então é bom sempre consultar todas antes de fazer a sua escolha.

Fontes: Essa, essa e essa.

Adicionar comentário