Guia dos Solteiros

Guia das Solteiras: os perigos do salto alto!

Muitas mulheres não conseguem viver longe do salto alto: ou são baixinhas e tem complexo, ou simplesmente acham bonita a silhueta do corpo usando um belo salto. De fato, o salto alto obriga você a manter a barriga pra dentro e os ombros para trás, empina o bumbum, deixa a perna mais torneada (visto que você tem que exigir muito dos músculos para estar ali), e a mulher fica mais feminina.

Por outro lado, o exagero nas alturas dos sapatos e/ou a quantidade de vezes que eles são utilizados prejudica seriamente o corpo das mulheres:

Problemas na coluna

O mesmo maravilhoso efeito “bumbum empinado” causado pelo salto pode trazer sérios problemas para a coluna, como a lordose. Forçar muito a sua coluna pode fazer com que você tenha problemas tão sérios que tenha que operar.

Tendinites e encurtamento dos músculos

Como os músculos ficam em ação o tempo todo, prevenindo que você caia para a frente de cara no chão, muitas vezes podem ser prejudicados pela ação do salto alto. Se os músculos da panturrilha encurtarem, já era. Dependendo do nível do problema, você não vai conseguir mais caminhar descalça ou de chinelo.
Já se imaginou tendo que tomar banho de salto alto?

Dores no joelho

Como os joelhos tem que aguentar o peso do seu corpo de uma forma que não é natural, podem acabar sendo comprometidos. Depois disso, não há chinelo que resolva seu problema. Quem já teve problema no joelho sabe o quão dolorido é. Além disso, pode acabar tendo que enfrentar uma cirurgia.

Joanetes, calos e unhas encravadas

O uso frequente de saltos altos pode ocasionar deformidades nos pés, como estes citados acima, dentre outros. Por isso, é bom evitar sandálias ou sapatos apertados.

 


Então, meninas, já sabem! Nada de exagerar no salto, busquem sempre diminuir a altura deles ou pelo menos trocar por algum meia-pata ou anabela, que são menos prejudiciais ao corpo. Mas hoje em dia existem tantas opções igualmente bonitas, não é mesmo? Que tal usar sapatilhas ou rasteirinhas para variar um pouco?

Tem outras dicas? Compartilhe nos comentários! 🙂

3 comentários