Guia dos Solteiros

Como fazer um casamento barato e (quase) sem estresse

O Guia dos Solteiros apoia completamente a solteirice, mas se mesmo assim você quer casar e morar junto com alguém, veja aqui algumas dicas para economizar na festa e se estressar menos com coisas que depois não irão fazer tanta diferença assim:

1. Faça uma festa intimista

festa-intimista

Tudo bem se o seu sonho sempre foi ter um mega festão para 500 pessoas, mas se você não tem dinheiro é melhor fazer uma festa ótima pra poucas pessoas do que fazer uma festa meia boca pra um monte de gente que você vai chamar só por educação.
Veja com cerimoniais pequenos e restaurantes, fazendas e casas de campo quanto é o aluguel de cada lugar. Se for longe da cidade, lembre-se de pensar no transporte dos convidados e de incluir o valor de uma van ou ônibus pra levar o pessoal.
A grande vantagem da festa intimista é que você pode cortar todas aquelas pessoas que você iria chamar por educação, pois simplesmente não cabe todo mundo. E se alguém reclamar que não foi chamado, é só dizer que foi algo muito pequeno, que não dava pra chamar mais ninguém (o que é verdade).

2. A temida lista de convidados

convidados

Uma das piores etapas da festa de casamento é fazer a lista de casamento. Isso porque existem muitas pessoas que a gente quer chamar, mas não pode, e outras que a gente não quer chamar, mas deve. Um ponto importante a ser lembrado é que a festa de casamento é de você e da pessoa com quem você está casando. Por isso, vocês devem fazer uma lista conforme a prioridade dos convidados. Separe em algumas partes: as pessoas mais importantes, que não podem deixar de ir na festa pois realmente fazem parte da vida de vocês; as pessoas que são importantes mas não fazem tanta parte da vida de vocês e as que você está chamando por educação. Se a quantidade de pessoas ficar muito maior do que o esperado, se prepare pra cortar nomes. E comece pela lista menos importante.
Não adianta querer fazer crescer a lista (você vai querer), porque tudo custa muito dinheiro. Cada convidado é uma boca a mais para alimentar e com isso seu dinheiro vai todo embora com gente que você não se importa tanto (e que não se importa tanto com você).

3. Use seu dinheiro de forma inteligente

lembrancinha

Quanto menos dinheiro você gastar com bobagem, mais dinheiro você vai ter para as coisas que realmente importam. Quando você está planejando um casamento todos os detalhes parecem extremamente relevantes, mas o fato é que depois de alguns anos você mesmo não vai se lembrar de tudo, mas vai se lembrar das coisas essenciais: uma lua de mel para um lugar que você sempre quis conhecer, por exemplo. Então por que gastar a mais com uma lembrancinha de casamento que as pessoas vão jogar fora se você pode dar uma lembrancinha simples e gastar esse dinheiro com algo mais legal e útil?

4. Peça muitos orçamentos

orcamento-casamento

Muitos! Muitos mesmo. O ideal é que você tenha uma base muito boa de fornecedores e que tenha uma ideia melhor do que cada um pode te oferecer. Portanto não se acanhe em pedir vários orçamentos. Será útil também caso algum irresponsável cancele em cima da hora e você precise ter outra opção em mãos.

5. Saiba delegar tarefas aos amigos e familiares

enfeite-casamento

Sim, o casamento é seu e você parece querer resolver tudo sozinho(a), mas são tantos detalhes em um casamento que você vai pirar e não vai dar conta de tudo. Aprenda a delegar e abrir mão de ter tanto controle em tudo. O casamento pode não ficar exatamente do jeito que você pretendia, mas sua mente vai continuar sã.
Além disso, não se ocupe fazendo coisas “extras” como chá de panela ou chá de lingerie. Delegue isso para as madrinhas, e se não houver madrinhas, delegue para as amigas ou tias. Coloque a sua mãe para ficar responsável de pesquisar preços de flores, sua irmã pra ver os preços dos DJs e aquela sua amiga artista pra ajudar na decoração. Você já vai estar pirando fazendo uma só festa, imagina tomar conta de 3 ou 4?

6. Pratique o desapego

bolos-casamento

Se desapegue de alguns detalhes que não vão conforme o esperado. As flores que você queria são muito caras? Qual o problema de usar outras flores? O bolo de 4 andares fica muito caro? Por que não fazer um menor? O fotógrafo que você queria vai estar ocupado no dia? Escolha outro, tem tantos fotógrafos bons no mundo! Veja as coisas de forma positiva, a sua festa de casamento, por mais que seja o seu casamento, é só uma festa, apenas um dia. Certas decisões não vão impactar o resto da sua vida, portanto saiba discernir o que é realmente importante do que você apenas queria “porque queria”.


Gostou das nossas dicas? Isso é porque o Guia não te abandona nem quando você resolve abandonar ele! E lembre-se, mesmo depois de casado pode continuar lendo nossas dicas, pois servem também para recém casados que ainda precisam de algumas dicas de como cuidar da casa, economizar e fazer comida!

Um abraço do Guia, e boas celebrações!

1 comentário