Guia dos Solteiros

Não gosta de exercícios? Que tal uma ajuda do seu melhor amigo?

Já parou para pensar que você pode transformar simples passeios com o seu cachorro em uma forma muito mais divertida (além de extremamente eficaz) de perder aqueles quilinhos que se acumularam? Pois é: o que antes era só uma voltinha com o dog pode ser o passo que você precisava tomar para abrir mão do sedentarismo.

E se você também ficou animado(a) com essa possibilidade, confira neste artigo algumas dicas para ficar em forma junto com o seu cachorro.

Fazendo exercícios com seu cachorro

Para começar, uma boa notícia: levar o seu cão para passear e aproveitar para fazer uma caminhada ou corrida pode ser uma boa opção de exercício não só para garantir o emagrecimento, como também para tonificar os seus principais grupos musculares, tais como pernas, glúteos e braços – isso porque todos eles ficarão em constante movimento durante a atividade.

cachorro correndo

Para os especialistas, os benefícios vão além do emagrecimento e do fortalecimento muscular – condicionamento físico, capacidade cardiovascular, equilíbrio e postura também sairão beneficiados com a atividade.

 

E é claro que as vantagens também são grandes para o animal: há a melhora constante da frequência cardíaca, circulação do sangue, função pulmonar, manutenção do peso e até mesmo resistência das articulações e músculos. Além disso, praticar atividades físicas com o seu cão também faz com que ele se torne mais bem-humorado, sociável, e é claro, tranquilo!

 

Comece sempre com caminhadas, e preferencialmente, caminhadas leves – com 10 minutos tranquilos, 10 mais intensos e outros 10 leves para fechar. Só pratique corridas com o seu cachorro quando ele já estiver acostumado com o ritmo da caminhada, e é claro, comece em ritmos mais lentos e por períodos limitados.

 

E algumas dicas para tornar as suas caminhadas e/ou corridas ainda melhores são:

 

  • Leve sempre o seu cão ao veterinário antes de dar início a qualquer prática esportiva – afinal, ele também precisa estar apto e saudável para se dedicar às atividades físicas ao seu lado;

 

  • Prefira horários não muito quentes – principalmente para os cães com bastantes dobrinhas, como é o caso do buldogue francês e inglês. Além da fadiga, outro problema que afeta todas as raças e tamanhos de cachorros é o próprio atrito do chão, que pode acabar queimando as suas patinhas. Apostar em caminhadas no comecinho da manhã ou no final da tarde são boas alternativas;

exercicios cachorro

  • Garrafinhas de água são fundamentais – e não só para você como também para o seu cachorro. Por isso, de tempos em tempos, faça-o beber água também!

 

  • Por mais que você confie no seu cachorro, as caminhadas (e principalmente as corridas) precisam ser feitas com ele na coleira. Isso porque, em um local como um parque, por exemplo, ele pode desviar a sua atenção facilmente, saindo correndo para outro lado – e se ele estiver bem-disposto, dificilmente você conseguirá alcançá-lo.

 

Sendo assim, já deu para concluir que o seu cachorro também pode ser um ótimo companheiro para a prática de atividades físicas, não é mesmo? Comece a se exercitar com o seu maior parceiro(a) e aproveite os benefícios múltiplos que essa prática trará!

Adicionar comentário

Receba nossos artigos por e-mail:

Digite seu email:


Política de Privacidade