Guia dos Solteiros

Conheça alguns tratamentos para remoção de cicatrizes

Saiba quais são as opções mais modernas para ter uma pele regular e livre de marcas.

A remoção de cicatrizes é altamente recomendável para aquelas pessoas que apresentam grandes marcas na pele e se sentem desconfortáveis com o efeito estético que elas costumam causar.

Atualmente existem inúmeros tratamentos — alguns cirúrgicos e outros não — que garantem bons resultados e eliminam quase que por completo os incômodos que podem se tornar um verdadeiro terror psicológico a curto, médio e longo prazo.

Apesar da eficácia dessas técnicas, saiba que é imprescindível ir a uma consulta médica para ter o tratamento correto para seu caso em especial. Somente um profissional da área da saúde pode avaliar e efetivamente recomendar uma dessas opções.

Tanto cirurgiões plásticos quanto dermatologistas podem ajudar você na busca da eliminação das marcas na pele. Cabe a você simplesmente se consultar e em seguida optar pelo tratamento mais indicado.

Abaixo, falaremos algumas das opções mais comuns do mercado. Pronta para saber mais a respeito? Continue sua leitura até o final!

Tratamentos tópicos

Remoção de cicatrizes - tratamento
Crédito da imagem: pexels.com

Os tratamentos tópicos para remoção de cicatriz normalmente são menos invasivos e são ministrados por dermatologistas. Apresentam poucas contraindicações e normalmente um breve período de recuperação que também costuma ser bem menos intenso e com bem menos cuidados do que uma cirurgia plástica tradicional.

Alguns dos exemplos desses tipos de tratamentos são: o peeling químico, o laser de CO2, ultrassom, carboxiterapia, microdermoabrasão e a radiofrequência.

Cada uma dessas opções serve para um tipo de cicatriz. Tratamentos mais simples com géis e pomadas também podem ser receitados para quem possui uma marca mais recente e que ainda está com aspecto rosado.

Por fim, existem medicamentos injetáveis que são aplicados diretamente nas lesões de pele que também ajudam a diminuir a irregularidade das cicatrizes. Entretanto, neste último caso os resultados variam conforme sua durabilidade.

E falando de resultados, saiba que nenhum tratamento atual — nem mesmo as cirurgias que falaremos a seguir — são capazes de ter uma eficácia completa. Por mais impressionantes que eles sejam, sempre existirão pequenos sinais — às vezes imperceptíveis — no local afetado.

Tratamentos cirúrgicos

Agora que você já conhece a maioria dos tratamentos tópicos, chegou o momento de falar sobre as opções cirúrgicas.

Assim como no caso anterior, existem inúmeras técnicas que podem ser aplicadas. Elas irão variar de acordo com a natureza da cicatriz, profundidade, tamanho e outros fatores que são de grande importância para o cirurgião plástico.

Ao todo, existem cerca de 8 tipos de técnicas cirúrgicas que podem ser aplicadas na remoção das lesões de pele. A mais comum delas é o que nós conhecemos como “Z-plastia” (ou Zetaplastia), onde são realizadas pequenas incisões próximas a cicatriz que ajudam a reorientar o tecido fibroso que estava aparente.

Nesta abordagem, a cicatriz é ligeiramente “alongada”, causando um efeito posterior mais sutil e bem menos aparente do que era encontrado anteriormente.

Em casos mais graves pode haver a necessidade de aplicação de enxerto para amenizar ainda mais a aparência de uma cicatriz de maior tamanho e/ou profundidade.

Para quem apresenta grandes cicatrizes em formato de “trilho de trem” — que são comuns para quem já levou pontos após um ferimento grave ou cirurgia —, a “W-plastia” é a opção mais indicada.

Nesta cirurgia, uma incisão maior é realizada e todo o tecido fibroso da antiga cicatriz é removido e “suturado” com linhas quebradas para evitar novas retrações cicatriciais.

Note que a importância da análise e principalmente da escolha do cirurgião plástico é essencial para os resultados. Também deve ser do seu conhecimento que essas técnicas cirúrgicas podem exigir uma bateria de exames no pré-operatório e muitos cuidados após a realização do procedimento.

A recuperação desse tipo de cirurgia normalmente envolve o repouso e restrição à luz do sol. Outros cuidados, como utilização de filtro solar e demais orientações, também podem fazer parte da nova rotina por um período de tempo.

Qual abordagem escolher?

Como citamos, a escolha da abordagem depende quase que exclusivamente da orientação médica. Na maioria dos casos, as cicatrizes mais finas e com menos profundidade exigem, em princípio, uma abordagem tópica, para evitar danos ao corpo e até mesmo todo o processo desgastante de uma cirurgia plástica.

Queloides, estrias, pequenas cicatrizes de arranhões ou ferimentos, normalmente respondem bem a pomadas, géis, medicamentos injetáveis, peeling químico e a outros tratamentos de natureza semelhante. Todavia, em boa parte dos casos é preciso testar uma ou duas dessas alternativas antes de optar por uma cirurgia.

Entretanto, se o caso for mais extremo, como a de uma cicatriz em formato de trilho de trem — que falamos a respeito ainda pouco — ou forem bem profundas, aparentes e de tamanho razoável, dificilmente existirão métodos tópicos que resolverão o problema.

Para essas circunstâncias, nem sempre há necessidade de teste — o mais indicado de fato é uma consulta médica com um cirurgião plástico capacitado para que haja uma análise adequada e um plano de tratamento viável e mais eficaz.

O importante é que você não tente nenhum medicamento caseiro ou qualquer tipo de fármaco sem nenhuma orientação profissional. Isso pode agravar a sua cicatriz e principalmente afetar outras áreas da sua pele.

Efeitos colaterais podem surgir e, na maioria esmagadora dos casos, essas alternativas não funcionam como muitas pessoas imaginam. Na verdade, elas quase nunca apresentam um resultado esperado ou minimamente aparente, fazendo com que os riscos não compensem essas alternativas mais populares.

Não se esqueça que substâncias cítricas e ácidas podem causar queimaduras e principalmente marcar a pele de maneira permanente, especialmente se houver contato com o sol.

Com todo esse conhecimento, esperamos que você consiga finalmente eliminar o desconforto e principalmente as imperfeições da sua pele. Nós sabemos que esta é uma situação delicada e que exige muitos cuidados, mas com o tratamento correto dificilmente você ficará insatisfeita.

Gostou do nosso conteúdo de hoje sobre alguns dos principais tratamentos para remoção de cicatrizes? Comente logo abaixo sua opinião sobre o assunto! Estamos ansiosos para saber o que você pensa a respeito e principalmente sobre sua experiência removendo essas temíveis irregularidades na pele.

Adicionar comentário

Receba nossos artigos por e-mail:

Digite seu email:


Política de Privacidade