Guia dos Solteiros

Fazer compras online no supermercado usando apps vira tendência

Para muitas empresas, especialmente no ramo alimentício, definir o que vender no deliverý é essencial para a sua sobrevivência financeira. Afinal, o mercado de entregas aumentou exponencialmente no Brasil e agora existem restaurantes que vivem só disso.

Abrigados em cozinhas compartilhadas, esses empreendimentos não atendem clientes em suas mesas. Aliás, eles nem mesmo possuem mesas ou garçons. Apenas cozinheiros que preparam pratos que irão para a casa dos seus clientes.

Fazer compras online no supermercado usando apps
Compras online vira tendência (foto: canva)

No entanto, o mercado de delivery está crescendo a abrangendo diversos segmentos diferentes, como farmácias, roupas e… supermercados. Sim, supermercados! Atualmente, fazer a compra de mês em um aplicativo e receber tudo em casa é uma da principais tendências.

Para entender como isso funciona e como explorar ao máximo essa visão em seu mercado, confira o artigo a seguir.

As opções de o que vender no delivery continuam a aumentar

Você consegue imaginar um supermercado vazio? Seus corredores cheios de produtos, mas sem uma viva alma à vista. Nenhum carrinho se movendo e os caixas mexendo no celular, sem trabalho para fazer?

Se sim, você diria que esse é um supermercado bem-sucedido ou mal-sucedido? Provavelmente apostaria que é um lugar à beira da falência, correto? Mas e se ele fosse, na verdade, um dos mercados mais bem-sucedidos da região?

Pois esse cenário não é fora da realidade. Claro que a tendência ainda não está abrangendo toda a sociedade, mas boa parte dela não vai mais aos supermercados. Ela vai aos aplicativos.

Softwares como o Rappi, desenvolvido por uma startup colombiana, permitem que os usuários façam suas compras de mês em qualquer um dos supermercados parceiros e recebam os produtos todos em casa, entregues por um dos milhares de entregadores que trabalham com o aplicativo.

O serviço é uma resposta aos tempos modernos, em que as jornadas de trabalho estão aumentando por causa da baixa renda, mas também por causa dos tempos maiores no trânsito.

Assim, evitar ir ao supermercado é uma maneira de ter mais tempo em casa para ficar com os filhos e a família, aproveitando mais as partes boas da vida.

Vender no delivery é uma boa opção para supermercados?

Para os supermercados, o serviço é uma novidade interessante e lucrativa. Muitos mercados já contam com a opção de delivery, mas sempre tiveram um problema de escalabilidade.

A situação é simples de entender: para poder vender no delivery para mais gente, o mercado precisaria de uma estrutura maior. No entanto, ele não pode investir em uma estrutura maior sem a perspectiva de vender mais no delivery.

Além disso, não existe “fidelidade” do consumidor no supermercado. Como a faixa de preço é mais ou menos equivalente, é comum que o mesmo consumidor compre determinado produto no mercado X e outro no mercado Y.

Com os serviços de delivery de supermercados, a mudança é significativa. A escala já está aí. Resta apenas aos mercados escolher o que vender no delivery. Dessa forma, eles podem lucrar sem precisar investir previamente.

Por isso, sim, estar em aplicativos de delivery é uma excelente maneira de aumentar as vendas em um supermercado, especialmente porque não há custo em se aproveitar dessa infraestrutura, além de poder chegar a um público de outros bairros, que normalmente não compraria em seu estabelecimento.

Como aproveitar ao máximo esse recurso no seu mercado?

Para aproveitar ao máximo o serviço oferecido pelos aplicativos, os supermercados precisam definir o que vender no delivery.

A ideia é tentar oferecer o máximo de produtos possíveis, sem danificar o layout dos programas e nem saturar o consumidor de opções, de modo que ele busque fechar a compra em seu estabelecimento.

Além disso, é interessante oferecer as chamadas “iscas de clientes”, que são promoções excelentes que capturam a atenção do consumidor e os incentivam a fazer mais compras com o seu supermercado.

Por exemplo, anunciar uma caixinha de creme de leite a R$1,50, apesar de diminuir suas margens de lucro, pode incentivar o consumidor a comprar também uma bandeja de carne, ketchup, mostarda e batata-palha para almoçar strogonoff.

Para completar, uma das grandes vantagens do aplicativo é que ele permite acessar um público que, anteriormente, não estava disponível por causa da distância geográfica. Dessa forma, vale a pena investir em anúncios segmentados no Facebook e Instagram para incentivar os moradores de outros bairros a procurar pelo seu supermercado nos aplicativos.

Dessa forma, você passa a atacar outros territórios e conquistar novos clientes, aumentando o seu faturamento com uma medida que, outrora, não estaria disponível para o seu estabelecimento.

Ufa, quanta coisa, não é mesmo? É fato que o cenário está mudando. Agora, os supermercados precisam decidir com cuidado o que vender no delivery, de modo a se destacar e conquistar mais clientes. Os desafios são maiores, mas as recompensas também.

Gostou do conteúdo de hoje? Então deixe um comentário abaixo com a sua opinião. Você já comprou alguma coisa de um supermercado online? Aproveite e aprenda como economizar no supermercado e conte para nós como foi a sua experiência!

Adicionar comentário