Guia dos Solteiros

Animais de estimação: quais os melhores para quem mora sozinho?

Veja se você realmente tem condições de ter um bicho em casa, e qual o mais indicado no seu caso.

Animais de estimação: quais os melhores para quem mora sozinho?

Morar sozinho e morar com um animal de estimação pode não parecer, mas são situações completamente diferentes. Sabe aquela sensação de solidão que bate? Batia… Ter um bicho em casa, além de diminuir a sensação de estar sozinho, com certeza ainda diminuiu muito o nível de estresse. Não acredita?

A Universidade de Minessota (EUA) realizou um estudo que comprova que um homem, ao criar um felino, tem 30% menos chances de sofrer um ataque cardíaco. Um teste anterior já havia comprovado que a convivência com cachorros também é benéfica às funções cardíacas e pulmonares. Mas nem todo mundo tem o perfil certo para criar um animal em casa. Algumas pessoas passam o dia todo fora, mas alguns animais exigem atenção, e não podem ficar o dia todo sozinhos.

Lembre-se que:

Você estará pegando uma vida para criar: um animal não é um objeto ou brinquedinho. Você precisa se comprometer a cuidar dele, dar atenção, vacinas, ração, água, brinquedos, levar no veterinário, e no caso de cachorros, dar banho, passear todos os dias, limpar os “dejetos”. É uma responsabilidade que você estará assumindo desde quando o bichinho ainda é filhote até ficar velhinho e (talvez) cego. Um novo membro da família, que lhe trará muitas alegrias, mas que você precisa cuidar sempre. Portanto pense com cuidado antes de comprar, adotar, ou presentear alguém com um novo bichinho.


Vamos então a um perfil dos animais domésticos mais comuns no Brasil, para você ter uma idéia se seriam adequados ao seu estilo de vida.

Gatos

Animais de estimação: quais os melhores para quem mora sozinho?

A vantagem dos gatos, é que são animais geralmente silenciosos, portanto não há muitos riscos de problemas com a vizinhança incomodada com o seu animal barulhento (se ele for castrado é ainda mais fácil alcançar o silêncio). Outro fator importante é que são mais higiênicos, não há (muita) necessidade de banhos, gatos não costumam sair por aí rolando na areia/lama, e depois indo no seu carpete/piso. Além disso, são independentes, comem pouco, e conseguem viver dentro de apartamentos sem precisar sair. O único problema é que pra quem procura companhia, alguns gatos podem não ser a melhor opção, pois muitas vezes não são afetuosos como um cachorro: não haverá nenhum animalzinho arfando e de rabo abanando quando você chegar em casa cansado(a) e estressado(a) após um longo dia de trabalho. Você pode dar sorte e encontrar um gato mais carinhoso, que se esfregue nas suas pernas ou te faça massagem, mas ainda assim ele será um gato, e gatos tem o próprio mundo deles. Para ter certeza de que vai encontrar um gato compatível com a sua expectativa, busque nos abrigos de sua cidade pela personalidade (as pessoas que tomam conta deles muitas vezes já conhecem o jeito de cada um de seus gatos, por isso vai ser mais fácil achar algum que seja mais parecido com você). Jamais adote um animal por causa da aparência, pois não são objetos de decoração: o mais importante de tudo é o jeito dele e como irá conviver com você e no seu ambiente.

Cachorros

Animais de estimação: quais os melhores para quem mora sozinho?

 

São animais em sua maioria barulhentos, que requerem cuidados, e com certeza irão reclamar se ficarem sozinhos o dia todo em casa, seja latindo bem alto (para infelicidade dos seus vizinhos), seja fazendo a maior zorra na casa. Se você mora em casa com quintal, tudo bem, mas em apartamento requerem certos cuidados como passear 2x ao dia e brincar bastante com ele para que não fique com energia acumulada. Em apartamentos, as raças grandes costumam não ter o espaço requerido, e as pequenas costumam ter o latido agudo, o que pode incomodar bastante os seus vizinhos. Além disso, coloque no seu calendário banhos semanais (sim, eles começam a feder depois de um tempo, com exceção de raças específicas que não tem uma glândula). Não se engane pensando que os passeios diários são supérfluos. O cão precisa sair de casa e fazer exercício: caso contrário ficarão estressados, tristes, ou até mesmo desenvolverão algum tipo de distúrbio.

Levando isso tudo em consideração, cães são ótimos companheiros, inclusive para passeios de fim de semana, como ir correr no parque ou até mesmo viagens curtinhas. Geralmente são muitos afetuosos e você irá se sentir amado.

Pássaros

Animais de estimação: quais os melhores para quem mora sozinho?

Pássaros costumam não dar muito trabalho, em 10 minutos você limpa a gaiola, coloca água e comida, mas é necessário verificar antes qual espécie criar, pois algumas são protegidas pelo IBAMA e podem resultar em uma multa pesada para você (como papagaios, por exemplo). Apesar de não darem trabalho, geralmente não há a mesma interação de um gato ou cachorro. Porém, com certeza serão mais econômicos do que ambos.

Peixes

Animais de estimação: quais os melhores para quem mora sozinho?

Peixes são agradáveis e enfeitam sua sala de dentro do aquário, embora seja bastante triste ter um animal em casa somente para este fim. Apesar de meio caros, o gasto com alimentação é pequeno, o único trabalho é trocar a água mesmo regularmente. Se você quer uma companhia em casa, talvez não seja uma boa opção.


Se você quiser muito ter um cachorro ou gato, procure primeiro as ONGs de ajuda a animais abandonados. Lá os bichos são vacinados, castrados (isso é muito importante, evita doenças, acasalamentos indesejáveis, acaba com o incômodo do cio das fêmeas, e nos casos dos machos, diminui a agressividade natural e evita o comportamento sexual indesejável, como montar em pernas ou em almofadas), e bem cuidados, ao contrário da maioria dos pet shops, que trata os animais meramente como lucro.

Procure na sua cidade um abrigo de animais ou uma ONG especializada no assunto. No ES você pode procurar o grupo Patinhas Carentes, trabalho de meninas que fazem de tudo para ajudar os bichinhos e não recebem nada em troca por isso. Leia aqui a reportagem.


E aí? Curtiram as dicas?
Espero que agora tenha ficado mais fácil a sua escolha!

Fonte: iG

17 comentários

  • ola,e meu primeiro comentario aqui.
    sou capixaba mas moro no rio ha 17 anos. mro sozinha durante a semana. quer dizer,morava. ha seis meses adotei duas gatinhas que me fazem companhia.
    ao contrario do que diz o post elas ficam,sim,de prontidão,me aguardando chegar…sao amorosas,ficam comigo o tempo todo qdo fico doente,so levantam qdo eu saio da cama.
    ainda existe muito preconceito contra os gatos! eles sao doceis,tomam banho,usam a caixa de areia,nao ficam urinando ou defecando em qqr lugar e nem sao berulhentos como os cachorros.
    enfim,nao importa q bicho vc escolha,faça isso conscientemente.
    nao ha nada mais triste que ver bichinhos abandonados na rua….

    • Concordo com Sabrina. Também sou capixaba e tenho um casal de gatinhos que me recebem na porta sempre. São super carinhosos e companheiros, principalmente se estou no meu laptop trabalhando ou estudando. Super higiênicos e por incrível que pareça, quando me sinto mal, com alguma doença, ficam o tempo inteiro ao meu lado. Eu sempre tive e adorei cachorros, mas depois que tive a felicidade de conviver com um gato da minha irmã e vencer meu preconceito com gatos, fiquei apaixonada. Fico muito triste quando sempre leio ou escuto algum comentário equivocado a respeito dos gatos. Como o próprio nome diz PRÉ-CONCEITO. Quando você não tem conhecimento sobre o que está falando, o preconceito surge. Tenham gatos e com certeza, se tornarão GATEIROS, pois é tudo de bom.

    • vou reforçar essa em 2014, a minha gata adotada, sabe quando estou chegando de looongeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee, e quando eu chego não desgruda de mim, parece até que eu voou embora e nunca mais voltarei, ela não é de ficar miando, nem pra comer pra nada, só dorme e requer carinho, quando eu viajo minha esposa diz que ela fica louca pela casa, já que eu nao chego na hora habitual, ontem liguei em casa ela tava miando grosso, quando eu falei com ela pelo telefone ela voltou a miar fininho, só que tem gato sabe a emoção que é =)

  • Ia dizer exatamente o que a Sabrina disse, também tenho dois gatos e são extremamente carinhosos. Me recebem na porta, ronronam, ficam do meu lado, etc. E não é difícil encontrar gatos carinhosos, normalmente, os castrados e de apartamento – e que não sofreram nenhum abuso anterior- se tornam mais companheiros do que os que estão constantemente na rua procurando alguém para cruzar. Mas eles requerem muito amor e companhia, quem acha que gatos podem ficar sozinhos o dia inteiro sem sofrer está errado. Mas isso é com qualquer animal, costumo dizer que os bichos são como crianças, requerem muita atenção e dependem muito de nós. Por isso quem sai de casa muito cedo e chega só de noite deve repensar antes de adotar um animal, eles definitivamente não são objetos e não existem somente para nos entreter.

  • Dizer que um gato não é carinhoso só aumenta o pré-conceito que os humanos insistem em ter contra esta espécie. Os gatos são, sim, muito carinhosos. Eles não abanam o rabo, mas ronronam, acariciam as pernas e muitos deles adoram um colinho!
    O meu gato sempre me recebe na porta e não sossega enquanto não o pego no colo. Além disso, sempre vira a barriguinha para pedir mais carinho.
    Por favor, antes de falar sobre o comportamento de um gato, tenha um!

  • Tenho 2 gatinhos também e ambos extremamente carinhosos.
    Mora sozinha em um apartamente e é impossivel me sentir sozinha com os dois aqui.

  • Pretty section of content. I just stumbled upon your site and in accession
    capital to assert that I get in fact enjoyed account your blog posts.
    Anyway I’ll be subscribing to your feeds and even I achievement you access consistently quickly.

  • Oi, tb sou gateira d plantão, eheheh. Acho q é o animalzinho perfeito pra quem mora só e em Ap. Mas atenção! Tem q instalar redes d proteção em todas as janelas/sacadas/basculantes pra eles não cairem. outra dica é manter a caixa d areia sempre limpa, pros vizinhos não reclamarem do mau cheiro! Recomendo o uso d sílica, dura mais e não deixa cheiro, a caixa da minha gata fica no banheiro mesmo. Por fim, quem quiser ter a ótima experiencia d conviver c gatos, adote dois d uma vez! Tipo 2 irmãozinhos ou a gata mãe e seu filhote, assim qdo vc sai, eles brincam e fazem cia um ao outro! Quem diz q gato não é carinhoso, realmente é pq nunca teve um! Eu tb pensava assim, até criar gatos como se deve: castrados, só dentro d casa (sem acesso à rua) e mto carinho… Sucesso a todos!

  • Verdade, também moro sozinha, tenho 2 gatas, 1 coelho e 1 peixe. E os GATOS assim como os cães são SUPER CARINHOSOS! O coelho também me recebe na porta, aliás as gatinhas também, são muito afetuosas…. Somente quem nunca teve um gato pra dizer que eles não são carinhosos… Acho que está na hora de corrigir este texto!

  • todas essas recomendações são ótimas, desses todos citados, prefiro o gato pois eles são limpinhos e companheiros, eles são tudo de bom…. !!!

  • Estou lendo este post de 2011 em 2013, a proposta é interessante porém o autor mostrou desconhecer a respeitos de gatos. Deixo uma dica, colham comentários em separado de pessoas que criam cada tipo de animal, a matéria ficará mais interessante e não ficará tendenciosa.
    Abs,
    Dalmo.

    • Ei Dalmo, tudo bem?

      Quem fez esse post foi o Almy, meu sócio do Guia dos Solteiros, e ele realmente não tem gatos. Eu tenho dois (um casal, ambos castrados) e sei o quanto companheiros e carinhosos eles podem ser. Cada gato tem uma personalidade, e por isso fica difícil mesmo generalizar.

      De qualquer forma, você está certo: precisamos mesmo modificar esse texto.

      Obrigada e continue participando!

  • Sou de Santa Catarina e os gatos por aqui são carinhosos também..kkk
    Já tive 3 gatos durante minha vida e realmente eles tem personalidades um pouco diferentes mas todos me recebiam em casa quando chegava, gostavam de ficar perto de mim, pediam para entrar no quarto a noite, etc. Realmente a pessoa que escreveu não conhece gatos. Assim como cachorros o comportamento deles também é influenciado pela maneira como são criados. Quanto mais próximos e mais atenção damos mais carinhosos eles ficam e é possível ensinar algumas coisas a eles também. Agora se você não conversa, não dá carinho, e não se interessa pelo gato ele provavelmente não vai se interessar por você também, isso não é questão de ‘personalidade’ mas da maneira como ele é criado.
    Já tive 3 cachorros também e sei que são mais fáceis de conquistar e mais `enérgicos`na demonstração de carinho, porém exigem muito mais atenção e cuidados sendo mais difícil de criá-los.
    Com certeza vai ter carinho de qualquer bichinho se souber como interagir com ele, inclusive pássaros ao contrário do que o texto fala. Já viu como é criar uma calopsita? Ela te segue pelo apartamento, sobe no seu ombro, aprende a cantar e a responder pra você.
    Então pense bem qual e o seu tipo de personalidade e condições para criar o bichinho, se é um animal que você não conhece muito bem converse com algumas pessoas que tem para ver como é e procure blogs sobre o animal e a criação dele na internet.

Receba nossos artigos por e-mail:

Digite seu email:


Política de Privacidade

300-101   400-101   300-320   300-070   300-206   200-310   300-135   300-208   810-403   400-050   640-916   642-997   300-209   400-201   200-355   352-001   642-999   350-080   MB2-712   400-051   C2150-606   1Z0-434   1Z0-146   C2090-919   C9560-655   642-64   100-101   CQE   CSSLP   200-125   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-075   300-115   AWS-SYSOPS   640-692   640-911   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   000-089   000-105   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410