Guia dos Solteiros

Herpes – entenda os sintomas, causas e como curá-lo

Explicamos o que é o herpes, como curar e como é possível tentar evitá-lo. Confira!

O herpes é um dos grandes problemas que afetam a saúde das pessoas, seja na pele externamente, sejam os casos de herpes genital. Ele é uma doença que com certeza incomoda bastante. Mas afinal, como ele surge, como se cura, como evitar? É sobre isso que iremos falar abaixo.

O que é o herpes?

O herpes é uma infecção causada pelo Herpes simplex virus. O contato com o vírus ocorre geralmente na infância, mas muitas vezes a doença não se manifesta nesta época. O vírus atravessa a pele e, percorrendo um nervo, se instala no organismo de forma latente, até que venha a ser reativado. A reativação do vírus pode ocorrer devido a diversos fatores desencadeantes, tais como: exposição à luz solar intensa, fadiga física e mental, estresse emocional, febre ou outras infecções que diminuam a resistência orgânica.

A doença atinge sobretudo os músculos com superior exposição às bactérias e que se encontram menos protegidos por camadas adicionais de pele, como é o caso de toda a zona envolvente da boca e os órgãos sexuais. Aliás, estes dois tipos da enfermidade, o herpes labial e herpes genital, são inclusivamente os mais habituais, embora possam igualmente surgir em outros pontos localizados da pele, ainda que em menor número de situações, daí a necessidade de reconhecer o que é o herpes para ser previamente detectado.

 

Como curar o herpes?

Bom, na verdade, ainda não existe uma cura para o herpes, ele voltará de tempos em tempos. Mas existe como minimizar seus efeitos, e fazer com que ele despareça mais rápido. Diversos estudos demonstram que uma solução de zinco e água, aplicada assim que sente as primeiras picadas, acelera a cicatrização. Num estudo realizado, onde várias pessoas foram acompanhadas durante 6 (seis) anos, uma solução de 0,025 por cento de sulfato de zinco em água canforada mostrou-se muito eficaz. As feridas curaram-se em média em 3 a 5 dias. A solução era aplicada de trinta em trinta ou de sessenta em sessenta minutos, no início do herpes.

Uma outra atitude eficaz é proteger o herpes com vaselina, de preferência aplicada com cotonete ao invés dos dedos. Há diversos produtos que se diz que curam herpes. De um modo geral, contêm algum emoliente para evitar que as feridas se abram, amaciando a crosta, e um agente analgésico como fenol ou cânfora. O fenol tem algumas propriedades anti-víricas. Ele realmente desnatura proteínas. Teoricamente, é possível que o fenol consiga matar o vírus, dizem alguns médicos.

Alguns médicos recomendam o uso de aciclovir ou zovirax, mas consulte seu médico, pois somente ele pode lhe indicar o tratamento mais adequado. Nosso site não se responsabiliza pelo uso incorreto dos produtos mencionados nem seus efeitos colaterais.

Como evitar o herpes?

O contágio de herpes se dá através do contato direto com a pele, não necessariamente na área genital, de uma pessoa infectada, e menos freqüentemente por contato indireto, como compartilhar batom. O vírus viaja através de aberturas minúsculas na pele ou por áreas úmidas, porém os sintomas podem não aparecer por mais de um mês depois da infecção. Por isso, é importante:

– Utilizar preservativo nas relações sexuais;
– Não compartilhar escovas de dente, batom e demais objetos íntimos com outras pessoas;
– Não beber em copos compartilhados;
– Manter sua escova de dente limpa e longe de outras escovas;
– Evitar compartilhar toalhas com outras pessoas;
– Cuidado ao utilizar assentos sanitários em banheiros públicos.

Conclusão

Bom pessoal, o herpes é uma doença que pode afetar todo mundo e com certeza não é motivo de vergonha para ninguém, ok? Basta se tratar e tomar os cuidados necessários para evitá-lo, e consultar o médico se você for atingido por ele. Não negligencie sua saúde!

Dúvidas e sugestões, os comentários são de vocês!

Fonte: Saúde PT e Dicas Caseiras.

1 comentário

  • Olá pessoal do Guia dos Solteiros. Primeiro de tudo, parabéns pelo ótimo site, bonito e com informações úteis.

    Vale lembrar que depois do contato com o Herpes simples ou simplex gerando uma infecção, o vírus se espalha para as células nervosas e fica latente para o resto da vida da pessoa. Nesse momento, o importante é manter o sistema imune na melhor qualidade possível para evitar a recorrência de “surtos” da doença.

    Na parte onde vocês comentam sobre o tratamento, só gostaria de acrescentar que ele pode ser feito com uso de antivirais como o Aciclovir, Famciclovir e Falaciclovir, principalmente para pessoas com surtos frequentes e severos.

    Um abraço, parabéns mais uma vez para o site e continuem criando artigos de qualidade na área da saúde. 🙂

Receba nossos artigos por e-mail:

Digite seu email:


Política de Privacidade